Sangue

sangue1(Sangre, 2005 – Dir. Amat Escalante)

Barrococó mequetrefe em forma de filme. É um curta metragem inchado – ou inflacionado, como preferem os reaças. Tenta ser revelador, intimista, busca influências do cinema romeno e de Haneke, mas acaba parecendo um filme universitário – até que, nos vinte minutos finais, dá uma levantada e consegue passar alguma coisa.

Na verdade, talvez o maior problema de Sangue seja a sensação de que o diretor Amat Escalante esteja debochando da aparência dos atores enquanto tenta afirmar o contrário. É tanto exagero, os diálogos são tão pobres e a estética é tão bizonha, que em alguns momentos, a sensação é de que estamos vendo mais um quadro do Zorra Total, e não um filme.

sangue3

As imagens longas e estáticas que mostram o casal fazendo… porra nenhuma tem uma qualidade de Freak Show, e estou sendo generoso a atribuir até mesmo uma intenção narrativa negativa, já que o único objetivo parece ser atingir a duração de um longa metragem. Aliás, é incrível como um filme que evita usar trilha sonora e utiliza luz natural em todas as externas consegue parecer tão artificial. Alguma coisa poderia ter sido salva caso os atores… atuassem.

O humor incomoda. É meio escroto: a mulher fala que vai fazer xixi, o sujeito olha a bunda da colega de trabalho… essas são as piadas do filme. Curiosamente, a única cena que rende algumas risadas é aquela em que um personagem consola uma mulher que acaba de ter o filho sequestrado. Um motoqueiro o enxerga, e o timing da cena é tão ruim, que a troca de olhares entre o protagonista e o motoqueiro rende um humor patético – mas melhor que qualquer piada proposital da obra.

sangue2

A história do casal não interessa, e a trama envolvendo a filha de outro casamento do protagonista surge estranha, exagerada. Difícil de levar a sério. Porém, um pequeno milagre acontece, e essa sub trama ganha destaque no ato final, e o resultado é que os últimos 20 minutos são ótimos. O que era enfadonho, feio e meio infantil se torna criativo, maduro e pessimista. Dá até vontade de recomendar, porque a explosão de qualidade que Sangue demonstra no seu final é fantástico.

sangue4

Mas estou me sentindo legal, então recomendo esse filme só para as inimigas.

NOTA TIAGO LIPKA: 4

Felipe Rocha: 5
Rafael Moreira: 3

Média Claide Danes do Shitchat: 4

tumblr_ml40pqQvvs1qf7m6no5_250