Capitão América: O Primeiro Vingador

af3

(Captain America: The First Avenger, Dir. Joe Johnston – 2011)

Imagina o Malafaia. Agora imagina a Myrian Rios. Agora imagina essas duas, hm, pessoas tendo um filho. Agora imagina que este filho, mesmo bebê, consegue ser trinta mil vezes mais babaca que os pais e fica na creche falando merda sobre gays, negros, mulheres, judeus e canhotos e coletando o dinheiro da merenda dos amiguinhos dizendo que é pra pagar a entrada deles no céu. Aí ele tem uma diarreia. Então, a merda do filho imaginário homofóbico, racista, machista, antissemita e hater de canhoto da Myrian Rios com o Malafaia é mais agradável que este Capitão América.

graciosa e melhor que o Capitão América

graciosa e melhor que o Capitão América

Capitão América: O Primeiro Vingador, como o próprio nome já tá dizendo, tem como único propósito introduzir a personagem como preparação para Os Vingadores, que seria lançado no ano seguinte. E basicamente segue a mesma fórmula sem graça e babaquinha de todo filme da Marvel, que invariavelmente tem um cara lutando para controlar e dominar seus poderes recém-adquiridos para no final se superar e salvar a vida de todos e no meio disso tem uma mulher aleatória fazendo sabe-se lá o que.

Sendo fiel à história da origem da personagem, o filme se passa no início dos anos 40, exatamente no meio da Segunda Guerra Mundial. Recuso-me a falar sobre “patriotismo”, “americanismo” e outras dessas palhaçadas que a galera usa pra falar mal do filme porque a) é babaca; b) 99% dos filmes americanos, em maior ou menor escala, são assim e c) a HQ serviu como propaganda para o exército e a personagem faz o mesmo no filme, então ao menos há coerência.

Para mim especificamente, o problema é ter todo esse trabalho para contextualizar o surgimento do Capitão América, montá-lo como a grande máquina que salvará a galera boazinha dos nazistas e acabará com Hitler e seus amiguinhos escrotos pra no final… o inimigo dele ser um cara com cabeça de pênis.

seriously

sério

Tudo o que envolve o Red Skull, desde a caracterização ridícula até a atuação tosca de vilão de novela do Hugo Weaving é errado e talvez seja a pior coisa do filme. Mas não é a única ruim. No meio desta palhaçada temos oficiais gostosas do exército usando vestidos vermelhos no meio de uma zona de guerra, tecnologia que seria considerada avançada hoje sendo utilizada na WWII e o Tommy Lee Jones com aquela mesma interpretação de velho-amargo-porém-com-bom-coração que vimos nos últimos 44 filmes com ele.

Para os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely, desenvolvimento de personagem é colocar o Chris Evans magrelo num efeito meio estranho e depois transformar ele num armário musculoso. Eles ignoram o ponto que poderia ser a base para um clímax interessante – o fato de que o Capitão América e o Red Skull vieram do mesmo lugar – e preferem investir num romance absurdo e completamente inverossímil entre o Chris Evans e a tal da Peggy (que, aliás, só serve pra isso).

exalando personalidade

exalando personalidade

O diretor Joe Johnston, que eu até não odeio (às vezes uns filminhos bobos tipo Querida Encolhi as Crianças, Jumanji e Jurassic Park III são o suficiente), parece que faz de propósito e abusa, por exemplo, de seus ângulos baixos pra aumentar a vilanice dos vilões – se bem que neste caso até dá pra argumentar que tudo é válido pra tentar deixar o Red Skull um pouco mais assustador ou perigoso e não só babaca. Pena que não funciona, como todo o resto do filme. Mas, sério:

EVERY

EVERY.

SINGLE

SINGLE.

TIME

TIME.

CARAIAA!!!!!!!!!

CARAIAA!!!!!!!!!

E então, depois que a gente aguenta todas as 18 horas de duração deste longa, o Capitão América vai lá e se mata e salva a todos porém ele não morre e fica só congelado até ser encontrado dia desses pra poder lutar junto com os Avengers. Disseram que faz sentido. Ta.

NOTA FELIPE ROCHA: 1.5

Leandro Ferreira: 2
Marcelle Machado: 4.5
Rafael Moreira: 3
Tiago Lipka: 3
Wallyson Soares: 4

MÉDIA CLAIRE DANES DO SHITCHAT: 3

4 respostas em “Capitão América: O Primeiro Vingador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s