Homem de Ferro

iron-man-2008-crop-1

“I’d be out of a job with peace.”

(Iron Man, 2008, Dir. Jon Favreau)

Esse fim de semana estreia o novo Iron Man, dirigido por Shane Black (do deliciouso Beijos e Tiros). Para ~comemorar~, nós aqui da redação Xitexáte S.A. faremos uma retrô Marvel. Mas sossega o rabo que não consideraremos todos, apenas os com selinho Marvel Studios. Ou seja, nada de Homem-Aranha ou X-Men.

chora não tobey, vemk <3

chora não tobey, vemk ❤

Basicamente fica pra retrospectiva apenas o pessoal da turma da Justiça dos Vingadores. Começando pelo Robb Tony Stark e seu Homem de Ferro de 2008. Dirigido pelo divertido Jon Favreau, o filme adota o estilo da trilogia Batman do Mr. Nolan para criar um mundo mais realista e pé no chão afim de introduzir seu super-herói sem que este soe “sobrenatural”. O que não é difícil. O personagem de Stark se encaixa perfeitamente na proposta belicista que muitos dos filmes seguintes da Marvel abraçam. A diferença é que o roteiro surpreendentemente decente distorce o conceito. Stark não esconde sua postura (“ficaria sem emprego com a paz”, ele diz), mas o resto é uma deliciosa ironia. Ou seja, o exato oposto do horroroso Capitão América.

Como o Steve Rogers, Tony Stark também é usado como a personificação dos Estados Unidos. A diferença é que no insosso filme com Chris Evans vemos a América patriótica e protetora dos fracos, com o tal discurso belicista inegável. No Homem de Ferro de Favreau, o sarcasmo quase niilista do Stark é apenas a ponta do iceberg. Seu personagem expõe o que há de mais errado no país e da melhor forma possível. E assisti-lo se tornando um exemplo de herói só torna tudo muito mais divertido.

What a feeling, being's believin'

“What a feeling, being’s believin'”

O combo de amor de Favreau é conseguir unir um roteiro esperto cheio de boas sacadas e diálogos divertidos com a presença do glorioso Robert Downey Jr., que almeja roubar todas as cenas. Na verdade, ele rouba o filme. Dane-se Favreau, o filme é do Downey Jr.. Seu Stark debochado é ao mesmo tempo irritante e carismático e ele acerta cada detalhe. Do timing cômico aos (poucos) momentos que exigem mais seriedade. Guerra, armamento e destruição em massa são alguns dos principais temas do filme, mas o clima predominante é de humor. Favreau pode até querer brincar de Nolan, mas é o mesmo cara de Zathura e Um Duende em Nova York. A leveza acaba se tornando um dos principais méritos do filme.

"Fuck Superman."

“Fuck Superman.”

O longa pode ser do Downey Jr., mas o elenco está de parabéns. Com destaque óbvio para Jeff Bridges como Obadiah Stane, um vilão que vale a pena. Talvez o único que consegue oferecer momentos tão valiosos quanto os do protagonista. Terrence Howard e Gwyneth Paltrow até tentam, mas não possuem muito espaço. Ainda assim, é válido notar a boa dosagem de romance empregada. Sutil e cheio de momentos genuínos, a parte romântica do filme fica no volume mínimo e não tira a atenção do que importa – mas é importante o suficiente para render algumas das melhores cenas e talvez a camada que faltava para deixar o Tony Stark do Downey Jr. ainda mais completo.

Como um filme big budget, não adianta nem elogiar muito os efeitos especiais sensacionais, mas podemos lamentar que não foram utilizados à máxima potência. Para um longa repleto de boas idéias, não tem como negar o rumo anti-climático da história. Favreau constrói a origem ideal para um personagem forte que habita uma realidade igualmente interessante. Porém, na hora do vamos ver a ação fica de segundo plano e o clímax deixa a desejar. É em síntese o contrário do que acontece na sequência (mas chegaremos lá).

Apesar de tudo, o filme se recupera maravilhosamente com seu desfecho crocantíssimo. Lembrando um dos melhores momentos envolvendo heróis da Marvel (sim, você mesmo Homem-Aranha 2), encerra com gostinho de quero mais.

NOTA WALLYSSON SOARES: 8,5

Felipe Amarga Rocha: 3,0
Leandro Ferreira: 7,0
Marcelle Machado: 7,0
Rafael Morenga: 7,0
Tiago Lipka: 8,5

Média Claire Danes do Shitchat: 6,8 (insatisfeita com o processo democrático de votação do blog)

"adorei o filme, mas sou obrigada a fazer essa cara"

“adorei o filme, mas sou obrigada a fazer essa cara”

6 respostas em “Homem de Ferro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s