Lollapalooza 2013 – Parte 2

545942_474895209247478_393927101_n
THE KILLERS

Não posso negar: a sexta do Lolla ERA do The Killers. Não havia nenhuma outra banda que me fizesse esperar ansiosamente para vê-la no dia – por mais que eu tenha perdido o show de Of Monsters And Men </3 – e eu não arredei o pé do palco principal o dia inteiro só para não perder o melhor lugar – que de qualquer forma foi perdido para um grupo de quengas que irritou os funcionários desse blog -. Tive que aguentar um cara estragando a crocantíssima Pitty no show do Agridoce (sério, preferia mil vezes essa gata cantando seus hits sozinha); o show do The Temper Trap, que só serviu pra causar um certo rancor nos funcionários quando um deles *euzinho* relembrou o MARAVILHOSO 500 Dias Com Ela (e quem não gosta é recalcado) quando rolou a musiquinha e o outro funcionário *o horroroso Felip* fez cara de nojo; e, finalizando o dia, o show do The Flaming Lips no maior estilo “não entendi caralhos algum porém não achei tão horroroso quanto as gatas do Twitter”.

are we human or are we af

are we human or are we af

Daí que o dia terminou sem grandes emoções, nada de tumultos e nenhum show realmente animador, tipo o número de visitas no blog quando não tem post novo. Mas quando Brandon Flowers pisou naquele palco e já mandou um Mr. Brightside e aquela porra veio abaixo, eu tive meus cinco segundos de pensar “O QUE CARALHOS ESTOU FAZENDO AQUI???” que passaram logo e apenas morri com essa maravilhosa música. E o que o viado fez? Sim, já emenda com Spaceman (que por sinal você pode observar os funcionários do blog louquíssimos do cu ao 3:54 nesse vídeo). E daí o setlist vai seguindo de forma linda, intercalado por umas três musicas do CD novo horroroso, mas pelo menos eles souberam escolhe-las: ❤ the Way It Was, Miss Atomic Bomb, que nem é tão legal mas teve umas explosões no palco e eu amei só por isso, e Runaways, que é o tipo de música que esse puto deveria usar pra começar um show. Aí teve umas que quem vos fala quase rasgou o cu de tanta emoção (Read My Mind e A Dustland Fairytale, estou olhando pra vocês) e umas que eu quase saí rodando em círculos de tão fodas. E acho que o melhor momento desse show foi All These Things That I’ve Done. Se você estava lá e não ficou rouco gritando que tinha alma, mas não era um soldado, eu apenas acho que você deveria ter pedido seu dinheiro de volta.

E o encore foi bem perfeitinho, finalizando um show épico evisualmente lindo. Teve canções que todo mundo conhecia e finalizou com When You Were Young. Parabéns, Brandon Flowers. E AGORA VAI CUIDAR DA CARALHA DESSA GARGANTA E PARA DE CANCELAR SHOWS (e assustar os fãs).
(Ralzinho Carvalho)

2 respostas em “Lollapalooza 2013 – Parte 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s