Conspiração Xangai

xangai1

“The heart is never neutral.”

(Shanghai, Dir. Mikael Hafstrom – 2010)

Conspiração Xangai é um filme que posso definir como sonso. Seu ritmo é lerdo, a trama é desinteressante na maior parte do tempo e no final, não chega a lugar algum. É tão lesado alias, que demorou três anos para chegar ao Brasil e ainda veio direto para DVD. Na verdade, nem deveria ter saído do papel essa bobagem. Para ser mais claro sobre a irrelevância desse filme, vou pausar minha crítica suculenta para passar uma receita cremosa de miojo.

receita

Ok, então. Seguindo a deixa do filme horroroso resenhado essa semana (sim, você mesmo, A Fuga), Conspiração Xangai é mais um caso inexplicável de diretor europeu com pedigree da Academia que se aventurou em Hollywood para fazer merda(s). Ruzowitzky no momento só fez uma, mas o caprichado senhor Mikael Hafstrom fez o duvidoso Fora de Rumo, seguido do até legalzinho 1408 e por último O Ritual. Esse ano tem filme dele com Schwarzenegger. Ou seja, nem preciso falar mais nada.

Mas a culpa não é só do querido sueco. Tem um iraniano na parada aí que escreveu um roteiro pedantíssimo. Que esse roteirista ser Hossein Amini (do maravilhousíssimo Drive) me deixou um pouco espantado. Mas logo pesquisei a ficha do rapaz e descobri que ele fez outras merdas como Branca de Neve e o Caçador e Honra & Coragem #sou #esperto. Mas Drive dá crédito para uma carreira inteira então Amini está perdoado.

xangai2

crocantíssima gong li

De alguma forma, esse roteiro atraiu atenção e conseguiu aliciar para seu elenco alguns bons nomes. Em particular Ken Watanabe (sempre excelente) e Gong Li (sempre crocante). Chown Yun-Fat faz participação de chifrudo e John Cusack tenta carregar o filme nas costas como fez com 1408. Porém, o overacting o prejudica muito. Na verdade, em nenhum momento vemos alguém que não seja simplesmente o ator John Cusack, nunca o personagem Paul Soames.

Para resumir Conspiração Xangai é um pouco complicado porque sua história é uma bagunça. Tenta dar uma carregada no teor político e elevar o drama, mas sempre acaba por soar tolo ao invés de provocativo. Os diálogos toscos são destaque, certamente. O pior de tudo é que é mesmo um filme extremamente sonso. Impossível não ficar entediado, já que nada realmente acontece por boa parte do filme, os personagens não inspiram empatia e o mistério da tal conspiração nunca engata. No fundo, guardamos alguma expectativa/desejo que o filme vá chegar a alguma conclusão recompensadora – só que não. O clímax, que tinha todos os ingredientes para ser épico e emocionante, é plano e sem emoção. Talvez por estarmos a 100 minutos agarrados em história frígida com personagens apáticos.

xangai3

NOTA WALLYSSON SOARES: 4,0

Média Claire Danes do Shitchat: Revoltadíssima está Claire pelo desperdício de tempo.

tumblr_mgdgus8mmH1qaoz4wo1_500

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s