A Fuga

deadfall

(Deadfall, Dir. Stefan Rurowitzky – 2012)

Normalmente se fode o diretor vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro que aceita o convitinho de Hollywood para filmar uma dessas merdas que eles fazem toda hora. Dei uma pesquisadinha e nos últimos 10 anos aconteceu com o Gavin Hood, que depois do crocante Tsotsi foi lá fazer RENDITION com Reese-Devolve-o-Oscar-da-Feliticy, e com o Florian Henckel von Donnersmarck, que conseguiu a façanha de passar de The Lives of Others pra TURISTA com Johnney Deppe e Angelina Jolinha. E agora esta lista ganha mais uma adição: Stefão Ruzowitzky, que levou o Oscar com Os Falsários e resolveu que seria manero filmar esse A Fuga. Fico pensando o que leva uma pessoa a tomar tal decisão.

hmmm

hmmm

Mas assim, visualmente falando, o filme não é tão ruim assim não. A cena do acidente, apesar de previsível, é bonita. Logo depois disso, quando o Charlie Hunnam telefona para casa, o diretor usa dois enquadramentos diferentes para filmar o cara falando com o pai e com a mãe. Tem uma sequência de perseguição na neve ali em algum lugar perto da metade do treco que também é legal. Mas acho que é só isso.

O roteiro é todo estabelecido em cima de uma característica comum aos personagens: os daddy issues. Todos os personagens, incluindo a inútil policial, têm problemas com seus papais. E se você considerar essa característica e o final tosco desse filme, Deadfall é basicamente uma versão mais curta e na neve de certo programa cheio de luz.

lost

no final eles foram resgatados pelos pais e tudo acabou bem

Charlie Hunnam envergonhou o pai num negócio de entregar uma luta de boxe (“eu não mereço me sentar à sua mesa” kkk). Kate Mara é uma policial que trabalha para o pai, o xerife, que não a deixa trabalhar direito porque ela é mulher e ela tem que provar que é merecedora – apesar de passar pro FBI e jamais mencionar isso, tipo, nunca. Olivia Wilde é a que mais sofre, primeiro com o próprio pai abusivo e depois com o Eric Bana, o irmão sociopata que é a figura paterna dela.

E os problemas de Deadfall não são só as personagens mal construídas. Se fosse só isso a gente dava um desconto e ficava satisfeito só com a Olivia Wilde aparecendo toda hora na tela. Pra se ter uma noção, tem uma hora que acontece uma luta entre o Eric Bana e um cacique. O cacique, aliás, havia recebido infos da esposa morta que seria atacado.

Allison Dubois

Allison Dubois versão Guarani-Kaiowá

O clímax do filme, o jantar do Thanksgiving, era pra ser tenso e imprevisível, mas acaba apenas ridículo. Os diálogos (do filme inteiro, mas especialmente nesta cena) parecem ter sido escritos de sacanagem e toda a ação é baseada em coincidências, como o que leva os dois policiais à casa ou o fato de o Eric Bana não ter ouvido a segunda mensagem da Olivia Wilde. E também acontece isso.

wait for it

wait for it

eita

eita kkk

Tipo que eu provavelmente levei mais tempo pra escrever este texto do que o Zach Dean levou pra terminar o roteiro. E, falando em tempo, terminei o filme tendo certeza que tinha assistido a alguma coisa de quatro horas de duração. Chocado que foi só 1 hora e meia. Chocado.

OBS: repare como eu não mencionei minha ídola Sissy Spacek. Me recusei. Obrigado.

NOTA FELIPE ROCHA: 3.5

Marcelle Machado: 5.5
Tiago Lipka: 6
Rafael Moreira: 4,5

Média Claire Danes do Shitchat: 5.0

4 respostas em “A Fuga

  1. Não esquecer que Gavin Hood “cometeu” X-Men Origens: Wolverine, não dá para ficar pior do que isso.

    Já sobre A Fuga, tem o maior jeitão de filme que faria mais sucesso em locadoras (caso ainda fossem frequentadas) ou em reprises intermináveis no Supercine.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s