Habemus Papam

habemuspapum
Non ce la faccio!
(Habemus Papam, 2011. Dir: Nanni Moretti)

A arte muitas vezes é utilizada como forma de reinventar a realidade, mas a vida sempre encontra uma forma de nos surpreender, e Nanni Moretti em seus devaneios mais loucos dificilmente imaginava um papa renunciando. Porém, em seu Habemus Papam, o cineasta italiano tem uma ou duas coisas a dizer sobre um conclave.

Habemus Papam trata da escolha do novo papa da Igreja Católica, e desde o começo, com um cardeal tendo que recorrer a artifícios para lembrar o nome de um santo, fica claro que o filme irá utilizar de tom sarcástico e irônico (mas respeitoso) para desenvolver as diversas dicotomias abordadas no filme. Seguindo os cardeais na escolha do novo papa, o filme apresenta a primeira disputa: o indivíduo x o todo, com os cardeais votando enquanto é possível ouvir suas consciências torcendo para que não sejam o escolhido. Enquanto os cardeais ficam enclausurados, Moretti exibe a reação do mundo, criticando o esquema arcaico e confuso de divulgação da escolha ou não do papa. Em momentos assim, quase sentimos pena de Ilze.

681875ae4_352516111111

O papa é escolhido, mas os problemas estão apenas começando. Dá para sentir a insegurança de Melville ao ser aplaudido, e como ele fica sem voz durante todo o momento da escolha até ele dizer o sim – um sim fraco, sem força, que precisa ser repetido para ser entendido – esmagado pela pressão dos demais cardeais. O resultado de praticamente ser coagido a aceitar é o surto momentos antes de se apresentar ao público.

24484_18

O surto de Melville traz em cena o psicólogo, interpretado pelo próprio Moretti, e a parte falha do filme, de acordo com alguns. Eu discordo dessa interpretação. O personagem de Moretti insere a dicotomia psicologia x religião, mas, além disso, Moretti também critica a psicologia e suas conclusões. Para uma psicóloga, a causa de todos os problemas da humanidade estaria em trauma causado nos primeiros anos de vida, sem considerar como a sociedade também interfere nas decisões – a mesma sociedade que pressiona e faz um cardeal despreparado aceitar o cargo de papa. Além disso, a humanização dos cardeais é uma forma de aproximá-los das pessoas e quebrar a imagem de seres superiores. E o torneio de vôlei é algo tão sem sentido quanto o conclave em si.

Habemus-Papam-gall2

Mas, a trama mais importante ainda é a de Melville e seu dilema, que traz a terceira dicotomia abordada: encenação x aceitação. Melville busca refúgio no passado ao, num momento nostálgico, retornar a um ambiente ligado a um sonho do passado. E é submerso nessa situação que ele descobre a resposta para seu dilema – e se eu desenvolver mais esse raciocínio, poderei revelar partes do enredo que é melhor descobrir assistindo, mas a caixa de comentários está aí pra isso.

Habemus Papam é um retrato bem humorado, mas crítico, da Igreja Católica. O tema da vocação poderia ter aparecido mais cedo, no entanto, não tira os méritos do que Nanni Moretti apresenta. Merece destaque a atuação de Michel Piccoli como Melville, perdido sem saber o que fazer. Suas cenas são as melhores do filme, e o filme perde um pouco em não focar mais nele, mas, no geral, Moretti se sai bem em sua versão de um conclave.

NOTA MARCELLE MACHADO: 9,0

Alexandre Alves: 10
Felipe Rocha: 8,0
Leandro Ferreira: 10
Tiago Lipka: 8,5

Média Claire Danes do ShitChat: 9,1claire_burca

3 respostas em “Habemus Papam

    • Gosto muito do filme, mas no segundo ato acho que o Moretti ~deixa a peteca cair~ em alguns momentos, o ritmo fica estranho, algumas partes ficam desnecessárias. Mas o começo e especialmente o final são arrebatadores.

      • Eu também fiquei meio perdida em algumas partes, mas como sempre, eu acho que estou pouco aplicada no ~ exercício de abstração~ pra compreender a bagaça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s