O Grande Golpe

thekilling2

(The Killing – Dir. Stanley Kubrick – 1956)

“I’ve often thought that the gangster and the artist are the same in the eyes of the masses. They are admired and hero-worshipped, but there is always present underlying wish to see them destroyed at the peak of their glory.”

Em seus dois primeiros longa-metragens, Kubrick foi considerado não mais do que um cineasta promissor, especialmente pelo seu cuidado na parte técnica, já que ainda deixava a desejar na condução da narrativa. O Grande Golpe pode ser considerado como o exato momento em que o diretor chegou dando voadora no mundo cinematográfico.

TOMA ESSA, MUNDO CINEMATOGRÁFICO!!!

TOMA ESSA, MUNDO CINEMATOGRÁFICO!!!

O Grande Golpe, através de uma narrativa não-linear, conta a história de um engenhoso assalto a um jóquei clube durante uma corrida de cavalos. Planejado por Johnny Clay (Sterling Hayden), um ladrão experiente, conta também com alguns funcionários do local, um jogador de xadrez que por acaso também pratica luta livre (!), um habilidoso sniper e um policial corrupto. Para que tudo comece a dar errado, some a essa equação Sherry (Marie Windsor), uma femme fatale não muito esperta, que compensa isso no excesso de safadeza.

thekilling3

Melhor safada ❤

Kubrick demonstra uma evolução assustadora de A Morte Passou Por Perto para este O Grande Golpe: dominando com perfeição o ritmo da montagem, que começa lenta ao dedicar uma boa parte dos dois primeiros atos aos preparativos para o assalto, no desenvolvimento dos personagens, e gradualmente acelerando esse ritmo, justamente quando começam as idas e vindas no tempo para mostrar as ações de cada um dos membros no dia do assalto. O que acaba se tornando uma pequena aula de suspense, especialmente o sniper que precisa lidar com o cobrador do estacionamento, e (claro) o momento do assalto em si.

Com um trabalho de câmera absolutamente perfeito, O Grande Golpe é visualmente impressionante mesmo visto hoje: do longo travelling que “atravessa a casa” para apresentar Johnny Clay, até a belíssima (e violenta) resolução no quarto de hotel depois do assalto, o preciosismo visual de Kubrick somado à sua cuidadosa narrativa influenciou , e continua a influenciar, praticamente todos os filmes do gênero – o que seria de Cães de Aluguel, Caminhos Perigosos ou Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes sem O Grande Golpe?

thekilling1

Misturando de forma eficiente cenas de arquivo (as que mostram a corrida) junto com as cenas do filme, o diretor começa também a dar mostras de seu curioso senso de humor, e é impossível não pensar na última cena de Sherry e George, seu marido, para exemplificar isso. Um momento que nasceu para explicar o termo “tragi-cômico”. Mas há ainda o uso da narração da corrida, falando sobre o preparo e posicionamento dos cavalos, enquanto Kubrick mostra a preparação dos assaltantes no local e, claro, o bizarro momento em que o brutamontes Maurice arma uma confusão com os policiais – e o tom farsesco da luta, lembra muito o duelo de gangues em Laranja Mecânica. Contando ainda com um tenso desfecho, tão trágico quanto irônico, O Grande Golpe falha apenas pelo excesso da narração em off (provavelmente uma imposição do estúdio para deixar o filme ~menos confuso~).

Enfim, O Grande Golpe é uma pequena obra-prima que, infelizmente, é pouco lembrada pelos cinéfilos. Mas não tenha dúvidas: é sim, um dos grandes trabalhos do mestre. Corre, cara.

NOTA TIAGO LIPKA: 9,0

Alexandre Alves: 9,5
Felipe Rocha: 9,0
Marcelle Machado: 9,5

MÉDIA CLAIRE DANES DO SHITCHAT: 9,25

tumblr_mb8594rs2W1qgwaixo1_500

7 respostas em “O Grande Golpe

  1. vdd, tiago, agora que cê falou aquela cena do maurice lembra mesmo a briga dos druguis.
    o grande golpe é bom demais, a condução do kubrick é impressionante é impossível não se prender ao momento do assalto e os minutos finais de tensão pura. o cara é mestre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s