30 Rock – 7ª Temporada

30 rock

Queria começar este texto lembrando de como foi o dia em que eu assisti ao piloto de 30 Rock lá em 2006 etc, porém, desculpa, esqueci como foi aquele dia. Mas não tem como não ter sido um dos melhores dias da minha vida, junto com o dia do show do Paul McCartney e o dia em que eu zerei Sonic 2 no Mega Drive. Massa.

Antes de mais nada, gostaria de pedir licença aos senhores leitores para abusar dos gifs neste texto. Isso é teoricamente contra a lei do Shitchat, mas uma exceção foi aberta exclusivamente para que possamos dar adeus este seriado da maneira mais apropriada possível.

30 Rock, pra quem não sabe, é uma série da NBC sobre uma série da NBC no estilo Saturday Night Live. Tina Fey, que por anos foi roteirista do SNL, levou suas próprias experiências para a televisão através de seu alter ego, Liz Lemon. A proposta da série permitiu a Fey fazer o que se tornou a principal característica do seriado e que influenciou diversos outros seriados que vieram depois: a metalinguagem. Se você é fã de Community (e quem não é?), acenda uma velinha e dê graças pelo nascimento de Tina Fey. Outra característica da série era a enorme quantidade de piadas jogadas no espectador (de acordo com esta linda matéria da Rolling Stone, foram em média 9.57 piadas por minuto).

Críticas à televisão e à forma de se fazer televisão atual não faltaram. Muitos lembram do episódio “SeinfeldVision”, no qual Jack Donaghy resolve colocar Jerry Seinfeld digitalmente em todos os programas da NBC e o próprio Seinfeld aparece pra acabar com a loucura. A NBC era o principal alvo das piadas de Tina Fey e sua equipe e a situação da emissora (quarto lugar entre as quatro grandes) podia ser ruim para ela, mas era a melhor coisa para 30 Rock (até porque.30 Rock só sobreviveu sete temporadas com esta audiência horrorosa porque todas as outras séries faziam igual ou pior).

Os reality shows tiveram uma atenção especial, desde o episódio “MILF Island”, sobre a produção de um reality show que misturava The Bachelor com Survivor, até o inesquecível “Queen of Jordan”, um “reality show de verdade” sobre a mulher do Tracy.

E, por favor, já que estamos nos assuntos episódios antigos, piadas maravilhosas e atuações perfumadas, vamos rever o Rural Juror (Rurr Jurr).

Tá, mas vamos falar um pouquinho da sétima temporada exclusivamente. Segundo o AV Club, pode ter sido a melhor temporada final de uma sitcom ever. Eu não vi todas as sitcoms ever, mas concordo. 30 Rock foi direto ao ponto no que dizia respeito aos maiores problemas de seus dois protagonistas (a vida pessoal de Lemon e a vida profissional de Jack), sem esquecer dos coadjuvantes. Tracy, Jenna e até Kenneth tiveram suas histórias encerradinhas redondinhas bonitinhas com tudo fazendo sentido.

As participações especiais, marca registrada da série, foram maravilhosas. Desde Octavia Spencer fazendo o Tracy pra cima do Tracy até Steve Buscemi fantasiado de mulher, passando por Catherine O’Hara como mãe do Kenneth e Bryan Cranston como o padrasto, não há do que reclamar. O último episódio da série ainda trouxe de volta Julianne Moore e seu delicioso sotaque de Boston. Só faltou mesmo ❤ Elizabeth Banks ❤ e sua louquíssima Avery Jessup 😦

Claro que minha participação especial favorita continua sendo Carrie Fisher na segunda temporada, fazendo nerds gozarem com apenas uma frase.

Já escutei muita merda a respeito de 30 Rock sendo dita ao longo das sete temporadas. Por exemplo, que não há desenvolvimento de personagem ou que a série deixou de ser engraçada com o tempo. Essas pessoas claramente não entendem muito sobre desenvolvimento de personagem  ou graça. Babaquíssimas ridículas.

Porém, nada me deu mais preguiça do que ler os chiliques da galerinha dizendo que a série é “anti-feminista”. Primeiro que, como Liz Lemon bem lembrou naquele episódio em que Tracy Morgan Jordan “ofende” os gays, a série brinca com TODOS os estereótipos de diferentes grupos e as mulheres são apenas mais um. E segundo que PELO AMOR DE DEUS, vocês sabem quem é Tina Fey?

Vish, acabaram as minhas desculpas pra enfiar gifs de 30 Rock neste texto. Vou apenas colocar alguns aleatoriamente, ok? Obrigado.

Ai, gente, tá bom, né?  Espero que vocês tenham gostado desta coleção de gifs do texto.

Tá, já chega. Agora eu fico aqui vivendo minha vida apenas aguardando o momento em que Tina Fey terá outra série. I want to go to there.

NOTA FELIPE ROCHA: 10

MÉDIA CLAIRE DANES DO SHITCHAT: em êxtase por 30 Rock ter durado tanto tempo com audiência mais ridícula que a da Fazenda de Verão da Record.

Uma resposta em “30 Rock – 7ª Temporada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s