Last Resort – 1ª temporada

Oi. Hoje vamos bater um papo gostoso sobre Last Resort.

Não coloquei o clipe porque só achei versão censurada e nada me irrita mais do que versão censurada de música. Diga não à censura. Mas enfim, Papa Roach deve ser uma das bandas mais underrated da década passada e é uma das grandes frustrações da minha vida nunca ter visto ao vivo, junto com o dia que minha mãe cancelou a ida ao parque do Beto Carrero e o final de Lost. E essa música especificamente, junto com Blood Brothers, é a melhor coisa do álbum – e talvez da carreira do Papa Roach.

Mas agora vamos falar de outro Last Resort. Vamos falar da série que foi exibida na ABC e se você não sabe do que se trata, apenas te digo que é do Shawn Ryan (The Shield, Terriers, The Chicago Code). Já dá pra saber que é crocância pura.

Croc

CROC

Lembro que lá em 2011 eu estava chorando o cancelamento de The Chicago Code nas redes sociais como boa garotinha de 13 anos que sou e Shawn Ryan estava no Twitter celebrando que o roteiro de seu novo piloto (que acabaria sendo exibido na ABC), que mostraria um submarino nuclear americano se rebelando contra o próprio país após receber ordens esquisitas para bombardear o Paquistão, estava saindo uma maravilha. Levando em conta que TCC teve um final decente e que Shawn Ryan ia voltar pra TV, eu fui celebrar com ele. Mal sabíamos que Last Resort teria o mesmo destino, mas a gente fala disso depois.

Então, meio que não tem como falar de Last Resort sem falar do elenco: Andre Braugher, que é fodíssimo, mas é a maior piranha da pilot season, junto com JoAnna Garcia; Scott Speedman, provando que há vida pós-Feliticy; Robert Patrick eternamente T-1000; a Sierra de Dollhouse, que serve pra nada na série, mas pelo menos a gente lembra de Dollhouse ; Autumm Reeser pras gordinhas lembrarem de OC; a Karen de Falling Skies, que agora é adulta. E uma surpresa:

❤ ❤ ❤ ANA LUCIA DE LOST ❤ ❤ ❤

A partir de agora, aviso que farei o máximo para evitá-los, mas talvez tenhamos uns spoilers. Depois não venha reclamar.

Como boa parte dos dramas que se propõem a algo além do que ser uma simples série jurídica/médica/policial com um caso da semana numa emissora aberta americana, Last Resort sofreu durante seus 13 episódios. Desde o início era perceptível que o seriado não tinha condições de produzir 22 episódios de qualidade e, por isso, os fillers – o episódio da água envenenada foi triste :(.

todos dormindo com este episódio

todos dormindo com este episódio

Então você tinha uma série que precisava contar uma história específica, sem saber em quantos episódios ou quantas temporadas. Sem contar que estava sendo exibida em uma emissora com um público-alvo bem específico: donas de casa noveleiras que passam o dia gritando com as crianças e se sentam com um balde de frango do KFC na frente da TV pra ver gente chorando. E no dia seguinte à exibição do sétimo episódio, Last Resort foi oficialmente cancelada. E assim como tinha feito com Terriers em 2010 e com The Chicago Code em 2011, Shawn Ryan usou os episódios que lhe restava para dar um final à série.

A partir daí Last Resort comprimiu uns 200 episódios nos cinco finais e, ainda que alguns deles (especialmente o décimo e o último) tenham ficado corridos demais, o resultado final foi impressionante. Algumas plots, que certamente encheriam o saco caso a série fosse levada até os 22 usuais episódios, foram diminuídas pra algumas cenas, como o vício do T-1000, o casinho de amor entre a francesa e o Ben da Felicity, o sequestro da Christine e qualquer coisa que envolvesse o Serrat – Jesus Cristo pior personagem do ano!

agora faz sentido, né?

agora faz sentido, né?

E então no fim a deliciosa conspiração foi revelada, os chineses tomaram na xiromba, o Winston dos Ghostbusters se matou (#chatiado), a Taylor matou o presidente e o Andre Braugher foi explodido junto com o submarino. Final decente, série fechadinha, eu satisfeito, Show Ryan conseguiu mais uma vez.

tirando onda

tirando onda

E, aliás, Shawn Ryan já tem outra série a caminho. Tudo bem que é uma adaptação de Um Tira da Pesada (sim, o filme com o Eddie Murphy), tem o próprio Eddie Murphy como protagonista e é na CBS. Mas vamos ter calma e confiar no Shawn.

complicado, mas tentaremos

complicado, mas tentaremos

NOTA FELIPE ROCHA: 8,5

Tiago Lipka: 8,0

MÉDIA CLAIRE DANES DO SHITCHAT: Desconfiando de sua própria sanidade ao confiar em série com Eddie Murphy.

5 respostas em “Last Resort – 1ª temporada

  1. Maravilhouso Jar Jar Serrat (não o personagem, a montagem), quem fez? Deve ter sido um cara igualmente maravilhouso.

    Enfim, gostei de Last Resort, e embora a série tenha realmente perdido um pouco de fôlego depois da metade, o final compensou tudo.

    E eu curti o episódio da água envenenada. 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s